Exame de Paternidade Pré-Natal Não Invasivo

O exame de paternidade pré-natal não invasivo é a forma mais moderna e segura de confirmar ou negar a paternidade antes do bebê nascer. Trata-se de uma análise sofisticada e precoce que substitui o exame convencional realizado em material fetal obtido pela coleta do líquido amniótico ou vilo corial. O teste não oferece riscos.

O exame é realizado utilizando DNA fetal livre circulante presente no plasma materno durante a gravidez. A coleta deve ser feita a partir da 9ª semana de gestação, período médio este onde o DNA fetal está presente em quantidade suficiente para o ensaio, até o final da gravidez.

Os possíveis resultados deste exame são:

Confirmação de paternidade (99.9%);
Exclusão de paternidade (100%).

Quando o DNA fetal é insuficiente para uma análise confiável, é necessário que se faça uma recoleta em um período mais tardio da gestação para nova análise.
O exame é feito de forma padrão com coleta de sangue da mãe e do suposto pai.

Instruções de preparo:

– A coleta deve ser feita após a 9ª semana de gestação;
– O exame não funciona em gestação de gêmeos;
– O exame não funciona em mães transplantadas de medula óssea e mães que receberam transfusão de sangue no prazo de três meses;
– O exame não funciona em casos de parentesco de até 2º grau entre a mãe e o suposto pai;
– Necessário enviar carta do obstetra ou ultrassonografia informando o tempo de gestação igual ou superior a nove semanas;
– Obrigatório envio de uma foto do suposto pai e mãe juntos no ato da coleta.